sexta-feira, 20 de março de 2009

Reencontro

Cheguei ontem em casa era quase meia noite... Triste, cansado, chateado. Nem falava.
Fui direto para a cama, li um pouco e durmi. Então ele veio, converçou comigo. Nos saimos,
fizemos coisas juntos. Coisas que faziamos em tempos menos cinzas. Coisas de pai e filho. Passamos todo um dia juntos. E as 5:12 da manhã ele foi embora. Acordo aos prantos por sua mais recente ida e por toda a sua falta.
Quanta saudade! Um dia só não mata tanta saudade.
"Voce sabe que voce é meu idolo!"

3 comentários:

Tobias de Melo'' disse...

Quem Ler, nem diz que é André"
:P

Luz" e Paz" mano!

André Bezerra disse...

Te fode Tobias!
Tu nem conhece direito...

Luc. disse...

=/
Tem horas que a saudade causa dor tão forte... Apesar de ter sido "apenas um dia", que bom que vc teve.