sábado, 28 de fevereiro de 2009

Raiar do dia

Abri meus olhos na preguiça da manha e vi um dia cinza. O ceu chorava. Chorava forte. Vi que dessa vez ele nao chorava por mim, nem para mim. Tambem nao quis chorar com ele. Traindo todas as vezes que o ceu verteu lagrimas no meu lugar, quando ele chorou forte hoje eu sorri. Um sorriso de canto de boca. Eu estava com preguiça mas estava sorrindo. No animo de alguem que acorda cedo em pleno sabado para ir trabalhar. Mesmo assim era um sorriso.
Enquanto o ceu chorava eu sorri. Quero continuar sorrindo.

Um comentário:

samba disse...

o céu tá chorando até agora.