sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Noticias antigas...

Hoje ao ouvir uma musica especial (qual delas não é?) tentei chorar um amor passado. Nao consegui. Nao pela fato da minha incapacidade de verter lagrimas, mas pela certeza de sentimentos. Hoje tenho a certeza de que tive um amor bom que terminou de forma estranha como a maioria, mas foi um amor bom. Passou. Virou lembrança. (Isso tambem é bom). E tudo que ele é hoje é um amor bom do passado, que merece os risos e dancinhas estranhas que fiz (depois que percebi que nao ia chorar). Passei desse momento com um gostinho de quero mais. Nao desse amor, mas do Amor. Que o proximo seja um amor bom. Ate melhor que o bom do outro. Eu amo o Amor.

2 comentários:

samba disse...

pelo menos é um amor bem resolvido.

Gisa Leão disse...

"eu amo o Amor"

Essa sua frase me fez lembrar da reportagem da revista Bravo! de janeiro que fala de Vinicius de Moraes, do fascinio que ele tinha pela sensação de estar apaixonado...

e do tanto que isso pode trazer consigo.