terça-feira, 14 de abril de 2009

Mantra

Ouvi de mais alguém a máxima que diz: "Não sou feliz, tenho momentos felizes.". Adoro máximas, ditados e pensamentos, mas desprezo esse de forma incondicional. Eu sou é feliz e tenho momentos de tristeza. O que acontece é que tristeza é memória curta, intensa agora e breve na posteridade. Já a felicidade é memória fixa e fica marcada com mais intensidade no por vir.
Sou feliz por que amei, por que sorri, por que me ergui. Por que fui beijado, por que fui aceito, por que venci. Por que fui amado.
Mas estive triste quando odiei, quando chorei, quando cai. Quando fui estapeado, quando fui negado, quando perdi. Quando fui rejeitado.
Veja que a felicidade esta na razão dos porquês enquanto a tristeza esta no momento dos quandos.
Hoje nos vemos tristes, mas nos lembramos felizes ontem. Amanha também vai ser assim.
Por isso sou intenso, porra-louca mesmo. Estampo o brilho do sol no sorriso e choro com a chuva (na verdade deixo ela chorar por mim). Eu quero mais é o mais. Quero rimar minhas musicas e cantar meus poemas. Pintas minhas fotos, clicar minhas esculturas e esculpir meus quadros.
Sempre para frente, buscando os brilhos nos olhos alheios, o calor dos abraços e a satisfação das risadas.
Eu quero tudo, o que mais poderia querer?

4 comentários:

André Bezerra disse...

Ta parecendo horoscopo...

Tobias de Melo" disse...

Tá parecendo legal...

Rááá,gostei:
"Pintas minhas fotos, clicar minhas esculturas e esculpir meus quadros."

samba disse...

a felicidade e a tristeza andam juntas.

Luc. disse...

E ainda diz que tá distante de ser poeta... hahahahaha
De uma forma ou de outra, vc acaba sendo o eu-lírico. Inegável.