sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Permição

Deixa que eu me veja na luz teus olhos.

Deixa meu abraço esquentar a tua pele.

Deixa que o que pareça não seja.

Deixa ser o que se deseja ser.

Deixa que as mão se afaguem, que os lábios se beijem.

Deixa que os sorrisos se mostrem e as lagrimas rolem.

Deixa que a vida seja vivida.

Deixa o passado no passado e futuro no futuro.

Deixa estar.

Um comentário:

Nathalia Carina disse...

Me lembrou uma música de Paulinho Moska... =)
Muito bom!